IMA/AL e prefeitura de Roteiro buscam regularizar complexo da praia do Gunga

A primeira reunião foi realizada nessa sexta-feira (07) e haverá outros encontros para formulação de um TAC

Clarice Maia

A regularização do complexo turístico existente na praia do Gunga foi um dos temas tratados pela equipe do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) e representantes da prefeitura do município de Roteiro, durante reunião realizada nessa sexta-feira (07). O local é considerado um dos principais atrativos turísticos do Estado e será beneficiado pela medida.

Para tanto será desenhado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que prevê adequação das diversas formas de utilização do local. O diretor-presidente do IMA/AL, Gustavo Lopes, disse que se trata de uma importante “iniciativa de ordenamento para se buscar a conformidade ambiental. Por um lado garantimos a preservação dos ecossistemas e por outro o trabalho de diversas famílias”.

O diretor-presidente do IMA/AL disse ainda que serão realizadas outras reuniões para definição das responsabilidades das partes e cronograma de trabalho.

Segundo o secretário de turismo de Coruripe, pretende-se “deixar o cartão postal dentro do que a legislação ambiental exige”. A preocupação, conforme a argumentação do prefeito daquele município, Wladimir Brito, é “buscar a regularização para que o destino possa ser melhor apresentado para o restante do Brasil”.

O administrador do complexo, Edinaldo Pulcino, disse que no local existem 14 bares e restaurantes, 18 barracas de comidas típicas e um pavilhão de artesanato que conta com 32 lojas. Ele afirma que há um fluxo de cinco mil pessoas por mês, durante a alta temporada, e duas mil em ouros períodos, o que garantiria a sobrevivência de 600 pessoas, de modo direto, e três mil indiretos.

441 Total Views 1 Views Today