IMA/AL realiza audiências públicas para criação da APA da Serra da Caiçara

A área proposta para a Unidade de Conservação está totalmente inserida no bioma Caatinga

Clarice Maia

Alagoas pode ganhar, ainda em 2018, uma importante área legalmente protegida. Mais uma Unidade de Conservação totalmente inserida no bioma Caatinga, entre os municípios de Canapi, Maravilha, Ouro Branco, Poço das Trincheiras e Santana do Ipanema. O calendário de audiências públicas já está definido e tem início na próxima semana, a partir de 26 de abril.

O trabalho realizado pelo Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL), através da Gerência de Fauna, Flora e Unidades de Conservação, propõe a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Caiçara, localizada na mesorregião do sertão alagoano e inserida na microrregião de Santana do Ipanema, com uma área total de 89.904,32 hectares.

A ideia é que a área amplie os trabalhos de proteção dos sítios arqueológicos e paleontológicos localizados na mesorregião. Também a proteção de remanescentes de vegetação nativa, áreas serranas vegetadas, detentoras de alta capacidade de retenção hídrica e vitais para o fornecimento de água na região. Além do apoio e orientação à população no que se refere ao uso do solo de forma ambientalmente adequada.

A APA é um tipo de Unidade de Conservação, considerada de uso sustentável, que permite a coexistência da população dentro da área legalmente definida.

O nome proposto: Serra da Caiçara, por representar a maior elevação existente na microrregião de Santana do Ipanema, de onde é possível avistar grande parte da planície sertaneja alagoana. A APA deverá acentuar a necessidade de proteção, estudos e conhecimento dos aspectos históricos da região, com destaque para as descobertas da fauna pré-histórica. Isso poderá, também, consolidar a região na rota turística.

Segundo informação do geógrafo Alex Nazário, é de grande importância a proteção da Serra “para a conservação da biodiversidade regional, devido a existência de áreas úmidas que caracterizam brejos de altitude. Além do fornecimento de água para a cidade de Maravilha e propriedades existentes nela e vizinhança”.

O consultor ambiental do IMA/AL ressalta ainda que “infelizmente, a interferência humana tem degradado de forma agressiva e abrangente a Serra através de queimadas e desmatamento para a implantação de pasto e culturas, além da edificação de casas e sítios”.

A proposta de criação da APA da Serra da Caiçara está disponível no site do IMA (Clique aqui) e já está definido o calendário de audiências públicas, onde haverá as apresentações e discussões da proposta:

26/04 – em Maravilha (Clube Caiçara), às 09h
03/05 – em Canapi (quadra da Escola Municipal Tancredo Neves), às 09h
03/05 – em Ouro Branco (auditório da Escola Municipal Rui Pallmeira), às 14h
04/05 – Poço das Trincheiras (Quadra de Esportes Osmam Medeiros), às 09h
09/05 – Santana do Ipanema (auditório da Câmara Municipal), às 09h.

383 Total Views 2 Views Today