Araras chegam em área de ocorrência da espécie após 18 horas de viagem

A ação é realizada de forma conjunta entre IMA, IBAMA/AL E BA e BPA/AL 

Dálet Vieira

Desde 1968, o 5 de outubro ficou marcado como o Dia da Ave, animais essenciais para a natureza e que possuem destaque por sua grandiosidade. Nesta última semana, 14 araras da espécie Ara Cloroptera seguiram em uma viagem de 18 horas, do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Alagoas para a unidade de Porto Seguro, na Bahia. Lá elas estão sendo reabilitadas e serão soltas em área de ocorrência dessa espécie. 

Araras foram entregues ao Cetas BA. Foto: Ascom IMA/AL

A ação foi fruto de uma parceria entre o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de Alagoas e da Bahia, e também do Batalhão de Polícia Ambiental de Alagoas (BPA/AL).

As aves foram recebidas pelo Cetas do município de Porto Seguro (BA). Epitácio Correia, Gerente de Fauna, Flora e Unidades de Conservação (Gefuc) do IMA, relata que as araras foram inseridas em um programa de reabilitação e reintrodução dentro da própria estação ecológica. 

“Essa ação é extremamente importante pois será o primeiro grande grupo de animais desta espécie que passará pelo processo de reabilitação e posterior soltura”, Correia finaliza também expondo que, apesar da viagem longa, os animais chegaram bem e em segurança. 

Segundo Ana Cecília, veterinária do IMA, cerca de 90% dos animais que passam pelo Cetas são aves vítimas do comercio ilegal. Ações de reabilitação e soltura, como essa, são importantes para que essas espécies sejam preservadas e não voltem a sofrer com o tráfico.

213 Total Views 1 Views Today