Começam as tratativas para manejo da fauna silvestre da Rebio de Pedra Talhada

A parceria entre o IMA/AL e o Ibama/AL pretende colaborar com a preservação de espécie ameaçadas que ainda são encontradas na Unidade de Conservação

Técnicos da equipe de fauna do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) estiveram, na manhã dessa quarta-feira (03), na Reserva Biológica (Rebio) de Pedra Talhada para iniciar as tratativas para ações de manejo das espécies ameaçadas. O trabalho resulta de uma parceria do órgão estadual com o federal, o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A Unidade de Conservação foi criada em âmbito federal, em 1989, no município de Quebrangulo, agreste alagoano, protege aproximadamente 4.500 hectares de mata nativa e abriga uma diversidade de animais e plantas ainda pouco conhecidas.

Segundo Epitácio Correia, gerente de Fauna, Flora e Unidades de Conservação, espécies como as aves pintassilgo-do-nordeste e pintor-verdadeiro estão na lista de animais ameaçados de extinção e “sua população tem decrescido nas últimas décadas, necessitando assim de ações para sua conservação”.

Para aproveitar a visita, foi feito ainda a soltura de um tamanduá-mirim, “além de sensibilização com crianças que estudam em escolas entorno. Foram mostrados cartazes sobre trafico de animais silvestres, denúncias de crimes ambientais e meios legais para se criar animais silvestres”.

O gerente comenta ainda que em próximas atividades a ação contará com o apoio também do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da pesquisadora suíça Anita Studer, “que tem desempenhado papel importante de ações de educação ambiental e conservação na reserva”.

233 Total Views 2 Views Today