Dia Internacional da Biodiversidade: Herbário MAC possui catálogo florístico que é referência nos estudos sobre a variedade de espécies

O Brasil abriga a maior biodiversidade do planeta e dois biomas típicos estão presentes em Alagoas

Dálet Vieira

No dia 22 de maio é celebrado o Dia Internacional da Biodiversidade. O Brasil tem espaço importante nesta data, sendo o lugar mais rico do mundo quando se fala em ecossistemas, animais e plantas. Por meio da catalogação e pesquisas feitas pelo Herbário MAC, o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) disponibiliza para a população informações sobre a flora alagoana que trazem conhecimentos sobre a biodiversidade local e sensibilizam para o desenvolvimento socioambiental das pessoas.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu essa data com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de preservar a variedade de espécies da flora e da fauna existentes no mundo.

Coleta de plantas na Caatinga para catalogação. Foto: Ascom IMA

O Herbário MAC, há 40 anos, realiza estudos e expande o acervo de plantas desidratadas. As espécies identificadas cientificamente e catalogadas geram um extenso acervo de dados, grande referência para trabalhos de recuperação de vegetação degradada e produções farmacêuticas.

Também fornece informações científicas para pesquisadores e comunidade acadêmica, além de incentivar na preservação e conservação da diversidade de espécies.

Para Rosângela Lemos, curadora do Herbário MAC, uma espécie de planta ao ser catalogada é uma fonte insubstituível de registo da diversidade da flora. Serve como referência para identificação, pesquisa e educação ambiental.

“A partir do conhecimento da biodiversidade é que se pode lançar propostas de conservação efetiva para as regiões que abrigam espécies úteis ou aquelas ameaçadas visando protegê-las não só individualmente, mas todas as demais espécies da flora e fauna que dependem daquele ambiente”, afirma a curadora do Herbário.

As espécies de plantas catalogadas pelo Herbário do IMA, presentes na biodiversidade alagoana, estão disponíveis para consulta e estudo nas plataformas online: Reflora e Specieslink. Podendo ser acessadas por todos.

Links para acesso: www.reflora.jbrj.gov.br e www.splink.cria.org.br

69 Total Views 4 Views Today