IMA e Chesf visitam áreas de cana-de-açúcar para sensibilizar quanto ao uso do fogo

Atividades têm o objetivo de coibir as queimadas em áreas canavieiras que estão próximas às redes de abastecimento e distribuição de energia elétrica

Dálet Vieira

A queima controlada é autorizada mediante alguns casos e autorização prévia do órgão ambiental. Entre os dias 08 de setembro a 01 de outubro, o Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) junto com técnicos da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), esteve em usinas com o intuito de monitorar e sensibilizar quanto às queimadas em áreas com redes elétricas.

Durante as ações uma usina foi multada em R$ 35 mil por descumprir as orientações, bem como o  acordo no termo de compromisso que assegurava a retirada da cana-de-açúcar por outros meios que não acarretassem na instabilidade ou até no desligamento da energia local. 

Ana Karine Pimentel, fiscal do Instituto, revela que os problemas encontrados nas visitas podem ser solucionados facilmente por esses empreendimentos. Os fornecedores de cana de açúcar devem ter autorização de queima, para isso eles podem fazer a própria emissão junto ao IMA ou ainda solicitar a inclusão na solicitação feita pela usina.

O uso do fogo é proibido por lei quando a área é próxima às linhas de transmissão, pois a atividade pode implicar no desligamento do abastecimento e distribuição de energia elétrica. E em casos como de um incêndio criminoso nos canaviais, é necessário que a usina responsável entre em contato imediatamente com o órgão ambiental. 

“É preciso reforçar o entendimento que não pode haver queima embaixo de redes elétricas e os fornecedores de cana de açúcar precisam ter autorização de queima”, salienta Karine. 

O Instituto continua monitorando todas as áreas, sobretudo as consideradas mais críticas que estão próximas às redes. 

O IMA também reforça que é obrigatória a autorização prévia antes de qualquer atividade que faça o uso de queima. Os interessados podem se inteirar a respeito da lei e da emissão de autorização do uso do fogo através do link: https://bit.ly/IMAqueimacontrolada

Monitoramento de queimadas

De maneira semanal, o Instituto emite um relatório de monitoramento de focos de queimadas. Essas informações são de extrema importância para acompanhar e compreender esses casos, além de ser uma forma de organizar possíveis ações.

 O documento é aberto para o público e fica disponível no site do IMA. O mesmo contém diversos dados como as ocorrências, locais, evolução e concentração. A população pode acessar por meio do: https://bit.ly/focosqueimadas

143 Total Views 4 Views Today