IMA retorna ao atendimento presencial à população na segunda (10)

Interessados precisam agendar ida à sede temporária 

Janderson Oliveira 

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) iniciou a retomada de atividades presenciais nesta semana, em regime intercalado entre os trabalhadores, 30% na sede e 70% em teletrabalho. O órgão volta a atender presencialmente a população a partir da próxima segunda-feira (10), em local temporário na avenida Fernandes Lima, 651, no bairro do Farol em Maceió. 

O IMA buscou, nos últimos anos, a informatização dos processos, investimento que se tornou valioso durante a pandemia da Covid-19. Os atendimentos presenciais se limitarão a questões que não conseguiram ser resolvidas no ambiente virtual. 

O cidadão deverá buscar o primeiro contato pelo Portal Ambiental ou WhatsApp do IMA em (82) 9 8833-9407. O atendimento presencial só deve ser solicitado e agendado quando não for possível solucionar virtualmente a questão.

Os atendimentos ocorrerão sob regime especial, com apenas dois guichês. Aferição de temperatura, totem de álcool em gel, tapete sanitário e controle de distanciamento são garantidos pelo IMA, para a segurança da população e dos servidores do órgão. 

SERVIÇOS DIGITAIS

Durante a pandemia, o IMA atendeu aos cidadãos de modo totalmente digital. A população aderiu aos canais virtuais, resultando no andamento de processos sem prejuízos na comunicação. 

No último mês de julho, foram 1.456 atendimentos via WhatsApp, um aumento mensal desde março quando houve 412 contatos no início da pandemia em Alagoas. 

O IMA tem uma ampla gama de serviços digitais. Todos os boletins de infração são recebidos pelo aplicativo IMA Denuncie. O Portal Ambiental concentra os procedimentos necessários para solicitar licenciamento ou acompanhar processos de fiscalização. Alagoas também é o primeiro estado do Nordeste a aderir ao Sistema de Gerenciamento Online de Resíduos Sólidos (Sgors). 

A população pode consultar todos os dados geográficos do IMA na plataforma Imageo. Assim como os relatórios de queimada disponíveis no site do Instituto. 

A flora alagoana também está representada digitalmente no acervo virtual do Herbário MAC. 

190 Total Views 2 Views Today