IMA/AL inaugura sala para monitoramento em tempo real

Com o sistema de monitoramento online é possível acompanhar desde o cumprimento das condicionantes das licenças ambientais até denúncias realizadas pela população

Clarice Maia

Uma nova sala de monitoramento foi inaugurada, na sede do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL), para o acompanhamento do cumprimento de condicionantes, validade das licenças emitidas, relatórios de queimadas, boletos gerados para pagamentos diversos, além das denúncias realizadas pela população através do aplicativo.

O local também inaugura um novo momento dentro do órgão: a utilização de um sistema de monitoramento online. “Mais um passo para a utilização da tecnologia para facilitar e melhorar o funcionamento do órgão”, comentou Gustavo Lopes, diretor-presidente do IMA/AL.

O sistema dá condição de acompanhar as denúncias realizadas pela população, através do aplicativo IMA Denuncie, que possibilita a identificação georreferenciada no mapa; monitorar o cumprimento das condicionantes colocadas em cada uma das etapas de licenciamento; verificar a entrada de recursos ou o não pagamento de multas, análises laboratoriais, entre outras taxas.

Possibilita ainda verificar a situação, com ou sem pendências, de cada empreendedor cadastrado como pessoa física ou jurídica; e acompanhar em tempo real as denúncias enviadas pela população.

“Em breve ainda teremos o recurso de emitir um aviso automático sobre a proximidade de término do prazo para cumprimento de uma condicionante ou ainda um boleto em aberto. Isso é muito bom, porque além de evitar transtornos, facilita a vida principalmente de quem mora em outras cidades”, comentou Gustavo Lopes, diretor-presidente do IMA/AL.

Segundo Pollyana Gomes, gerente de Monitoramento e Fiscalização do IMA/AL, a sala já está funcionando com seis técnicos trabalhando com o sistema. “Já estão sendo emitidas as notificações e as denúncias são encaminhadas imediatamente para o técnico da área. Na prática ganhamos mais agilidade no atendimento”, explicou.

733 Total Views 3 Views Today