IMA/AL realiza o maior plantio continuo de restinga de Alagoas

O projeto Salsa Viva é uma iniciativa de recuperação da vegetação nativa e que colabora com o ordenamento do tráfego de veículos nas praias

O plantio de vegetação nativa feito pela equipe do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) no município de Porto de Pedras é parte da continuidade dos trabalhos do projeto Salsa Viva, no litoral alagoano, e ordenamento do tráfego de veículos na praia. O local era utilizado para passeios de bugre que terão continuidade em nova rota, chamada Rota Verde.

O acesso por pedestres, banhistas e ciclistas continua possível e deverá passar por melhorias. A restrição no local acontece apenas para bugres e outros tipos de carros.

A medida não é uma iniciativa apenas do órgão ambiental, o projeto tem sido amplamente discutido pelos envolvidos. Há cerca de 15 dias houve uma reunião com a presença dos representantes dos bugueiros, Batalhão de Polícia Ambiental e Detran. Na ocasião foi apresentado o projeto e estabelecidos acordos. A prefeitura do município propôs, inclusive, o limite de veículos para transitar na nova rota, 100 bugres.

A área deverá comportar o maior plantio de vegetação de restinga, com 1800 metros. O poder executivo local ainda se comprometeu a garantir a estrutura adequada para circulação dos usuários da praia. O projeto teve início em Maragogi, está chegando em Porto de Pedras e deve seguir adiante, passando por São Miguel dos Milagres e chegar até a Barra de Santo Antônio.

Os técnicos da equipe de fiscalização do Instituto alertaram ainda que o tráfego de veículos na areia da praia não é permitido e é passível de autuação, com multas que podem chegar a R$ 10mil. Além disso, a ação não é novidade no litoral alagoano, bugueiros das praias do Gunga, no litoral Sul, e de Maragogi, no litoral Norte, também tiveram que se adaptar e passar a cumprir o que determina a legislação ambiental.

419 Total Views 1 Views Today