Macaco-prego idoso com dificuldade de alimentação é tratado no Cetas

Devido a estrutura dentária desgastada, equipe multidiscipinar IMA e Ibama precisou realizar extração de dente

Janderson Oliveira 

O Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) continua a prestar cuidados aos animais durante o período de isolamento social para coibir o Covid-19. Nesta quarta-feira (15), um macaco-prego foi tratado no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) para extração de dente. O animal está idoso e parou de se alimentar devido ao desgaste da estrutura dentária. 

O Centro é resultado de parceria entre o IMA e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Atualmente, o Cetas está funcionando em sistema de plantão para atender casos emergenciais, como o do macaco-prego. 

O animal foi tratado por uma equipe multidisciplinar que observou a necessidade de exodontia (extração de dente), devido a fragilidade dos dentes, dificultando a alimentação. O macaco-prego está se recuperando e nos próximos dias deverá ingerir somente alimento pastoso e líquidos. Espera-se que em breve haja melhora do quadro para retornar à alimentação normal de sólidos. 

Animais silvestres são mais saudáveis na natureza

O macaco-prego não voltará à natureza pois já tinha 38 anos de cativeiro, quando chegou ao Cetas. O animal é observado cotidianamente e recebe suporte de tratadores, veterinários e biólogos da equipe. 

A condição de cativeiro dos animais no Cetas, no entanto, não se repete em criadouros amadores.  Epitácio Correia, gerente de Fauna, Flora e Unidades de Conservação, destaca que as melhores condições para um animal silvestre é na natureza. 

“Alimentação irregular e ambientação inadequada também são maus tratos”, alerta o veterinário. “Observamos com frequência casos em que o animal é criado em ambiente doméstico e alimentado com restos de comida”. 

Aos interessados em criar animais silvestres, é importante seguir a legislação ambiental desde a aquisição. É proibido a caça e a compra em estabelecimentos ilegais, sendo estas infrações passíveis de ações administrativas e criminais. Assim como se deve garantir o respeito às necessidades naturais das espécies durante a criação. 

O Cetas fica localizado na Av. Fernandes Lima no Farol e está funcionando em horário comercial das 8h às 12h e das 14h às 17h.

179 Total Views 3 Views Today