1.500 mudas serão plantadas em Taquarana

Projeto Alagoas Mais Verde retorna gradativamente às atividades de plantio e educação ambiental

Janderson Oliveira

A vida é mais bonita debaixo da sombra de uma árvore, assim o projeto Alagoas Mais Verde do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) propõe o plantio de mudas pertinentes a cada região. No Agreste, em Taquarana, o órgão ambiental está doando 1.500 plantas à prefeitura.

O Instituto já plantou 500 mudas, nesta semana, na região do Olho D’água do Luis Carlos, uma área de captação de água. Foram espécimes de sabonete, ipê amarelo, peroba rosa, paineira, canafístula e aroeira.

“Não é apenas uma ação de plantio, mas também um trabalho de conscientização e educação ambiental junto às prefeituras. Nesses cinco anos de Alagoas Mais Verde foram cerca de um milhão de mudas plantadas em todas as regiões do Estado”, afirma Pedro Normande, gerente de Educação Ambiental do IMA. “As atividades do ano foram interrompidas, devido a pandemia de Covid-19, mas estamos retomando aos poucos”, completa.

Mudas foram distribuídas em seis espécies regionais

O restante das mil árvores será doado em breve à Prefeitura de Taquarana. O plantio feito pelo IMA, com colaboração da gestão municipal, é a partir da técnica de Ilhas de diversidade.

Ilhas de diversidade

Consiste na formação de ilhas de vegetação com espécies que possuem atributo ecológico que melhoram consideravelmente o ambiente, propiciando a ocupação dessa área por outras espécies.

Nessas ilhas existe o incremento das interações interespecíficas, tais quais, planta-planta, plantas-microrganismos e plantas-animais. É possível observar também processos de reprodução vegetal, como a polinização e a dispersão de sementes.

As ilhas podem ser feitas em dois métodos: plantio de espécies pioneiras e não pioneiras, em ilhas; ou plantio de espécies não pioneiras em ilhas e espécies pioneiras em área total.

73 Total Views 1 Views Today