Operação Curupira 15 recolhe 125 aves na Área de Proteção Ambiental de Murici

IMA aplicou R$ 95 mil em multas por criação ilegal de pássaros silvestres e desmatamento

Janderson Oliveira

A Operação de Fiscalização Curupira encerrou sua 15ª edição na última terça-feira (9) com o balanço do resgate de 125 aves, apreensão de 12 espingardas e três indivíduos presos em flagrante. As ações com participação do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) aconteceram na Estação Ecológica (Esec) de Murici, com a coordenação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e apoio do Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Alagoas (BPA).

Os agentes ambientais realizam autuação nos municípios de Messias, Branquinha, União dos Palmares, Ibateguara, Colônia Leopoldina, Novo Lino, Flexeiras e Murici, entre os dias 3 e 9 de novembro.

O IMA lavrou seis autos de infração durante a Operação, somando R$ 95 mil em multas. A criação ilegal de pássaros silvestres foi o crime mais recorrente. Entre as espécies resgatadas, um sete-cores, passeriforme ameaçado de extinção.

Supressão irregular de vegetação nativa de 2,5 hectares foi constatado por fiscais do IMA, durante a Operação

Os fiscais ainda lavraram um auto de infração por desmatamento de 2,9 hectares de Mata Atlântica na Área de Proteção Ambiental (APA) de Murici, no valor de R$ 45 mil, diante do agravante de ocorrer em uma Unidade de Conservação (UC).

O BPA prendeu três pessoas em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, que foram conduzidas à delegacia. Os órgãos ambientais recolheram 14 canos (armadilha de disparo), 12 espingardas e grande volume de munição de diversos calibres. Os fiscais também apreenderam 13 tatuzeiras, 140 gaiolas e alçapões, além de três carcaças de animais silvestres (duas de quati e uma de tatu-verdadeiro).

333 Total Views 2 Views Today