Aves retornam à natureza após recuperação de criação ilegal

Proprietários de terra podem se voluntariar a receber os animais em recuperação do Cetas

Janderson Oliveira

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) realizou, na última sexta-feira (11), a soltura de 18 aves psitacídeos (6 maracanãs-nobre e 12 periquito-rei), após recuperação no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) – espaço de gerência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e colaboração do órgão estadual. As espécies, maioria vítimas de criação amadora ilegal, foram acolhidas por um proprietário de terra. O cidadão que desejar colaborar nessa importante ação de reintrodução à natureza, deve entrar em contato com o órgão ambiental.

Retornaram também ao habitat também três coruja-caburé, uma coruja-de-igreja, uma coruja-da-mata e uma iguana.

Veterinária do IMA segura coruja-da-igreja no momento da soltura. Foto: Ascom/IMA

A soltura em área de propriedade privada permite o acompanhamento próximo dos animais, neste caso necessidade dos psitacídeos, ainda muito domesticados para conseguir o próprio alimento.

Foi exigência do IMA que a propriedade se adequasse para receber os psitacídeos, caracterizados por serem territorialistas . Abrigos com alimento e água foram instalados para que as espécies sobrevivam até encontrarem um bando nativo da região e partam junto, readquirindo os costumes silvestres.

Abrigo com alimento e água garante a sobrevivência dos animais que retornam à natureza ainda mansos e com hábitos domésticos. Foto: Ascom/IMA

O proprietário de terra que desejar colaborar na reintrodução dos animais à natureza deve entrar em contato com a Gerência de Fauna, Flora e Unidades de Conservação (Gefuc) do IMA via WhatsApp em (82) 9 8833-9407, opção 9.

86 Total Views 1 Views Today