Caminhão tomba transportando produto químico perigoso

A Defesa Civil solicitou a presença do IMA em Messias, devido ao material nocivo; o órgão ambiental também flagrou um outro caminhão sem licença para a atividade

Janderson Oliveira

O transporte de produtos perigosos precisa ser regularizado por órgãos competentes para garantir a segurança do motorista, da população e da natureza. O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) encontrou em Messias, nesta quinta-feira (9), duas situações que exemplificam esta necessidade.

Um caminhão foi flagrado, pela manhã de ontem, sem licença adequada com carregar GLP, o gás de cozinha. Nas últimas horas da noite, um outro caminhão transportando produto químico tombou, mas este estava devidamente licenciado. O respeito à legislação colaborou para que o elemento químico não vazasse.

Na manhã da quinta-feira (9), o IMA flagrou um caminhão sem ATTP

A Gerência de Monitoramento e Fiscalização do IMA emitiu um auto de infração em R$ 13.485,00 ao responsável pela carga que não possuía Autorização de Transporte de Produtos Perigosos (ATTP).

Essa licença possibilita maior segurança para transporte do material, mesmo que ocorra acidentes, o caso do segundo caminhão. Era uma carga interestadual de diisocianato de tolueno, composto químico utilizado na fabricação de espumas rígidas e flexíveis, fibras e revestimentos, como tintas e vernizes, e elastômeros. A licença foi concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

129 Total Views 2 Views Today