Operação contra ocupações irregulares continua na APA do Catolé e Fernão Velho

Áreas de criações para bovinos e galinhas foram encontradas pelo IMA em ação conjunta com o BPA

Janderson Oliveira 

O Instituto de Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) continua a vistoria na Área de Proteção Ambiental (APA) do Catolé e Fernão Velho com o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). Os órgãos realizaram atendimento de denúncias de ocupação irregular nesta semana. Construções sem autorização foram encontradas e os responsáveis estão intimados. 

A APA é uma Unidade de Conservação (UC) com o objetivo de preservar as características naturais dos ambientes e ordenar o uso e ocupação do solo. Essas intervenções podem oferecer riscos à proteção da diversidade biológica da UC, além da possibilidade de dificultar ou impedir a regeneração da vegetação nativa da região. 

Os agentes dos órgãos ambientais encontraram cercamentos, “puxadinhos” e abrigos para bovinos e galinhas, levantados por moradores dos condomínios sem qualquer tipo de autorização legal. Foram realizadas intimações aos responsáveis para que todas as estruturas irregulares sejam retiradas dentro de um prazo específico. 

Áreas cercadas sem autorização legal são considerações ocupações irregulares

Outros monitoramentos acontecerão para verificar o devido cumprimento das intimações e para prevenir ou corrigir novas intervenções não autorizadas. 

Ocupação irregular é um dos principais desafios enfrentados pelo Instituto para a conservação da APA do Catolé e Fernão Velho, assim como o desmatamento, poluição hídrica e queimadas. A forte pressão da expansão urbana, principalmente de atividades de pecuária, reforça a necessidade de monitoramento e fiscalização do IMA na Área. 

APA do Catolé e Fernão Velho 

A Lei n°. 5.347/1992 criou a APA do Catolé e Fernão Velho, uma Unidade de Conservação com área de 5.415 hectares. O território abrange os municípios de Maceió, Satuba, Santa Luzia do Norte e Coqueiro Seco. 

A Mata Atlântica predomina entre os biomas da região. Os ecossistemas variam da floresta ombrófila ao manguezal. O reconhecimento da APA também é importante devido ao rico manancial na área, responsável por abastecer 30% da cidade de Maceió. 

O principal rio existente dentro da APA do Catolé e Fernão Velho é o Rio Mundaú, o qual deságua na Laguna de mesmo nome. Outro rio que ocorre é o Satuba, além de riachos, tais como o Carrapatinho. O Açude do Catolé também se destaca na região como parte do Sistema de Abastecimento de água de Maceió. 

128 Total Views 2 Views Today