IMA flagra reincidência em loteamento irregular de 100ha em Piaçabuçu

Foram lavrados mais de meio milhão em multas; criminosos foram conduzidos à delegacia 

Janderson Oliveira 

O monitoramento do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) flagrou, na última sexta-feira (13), a reincidência de crimes em uma área de 100 hectares desmatados para um loteamento residencial irregular, no município de Piaçabuçu. Onze pessoas foram levadas à delegacia de São Miguel dos Campos e 14 autos de infração foram lavrados, somando um total de R$ 502,355,00 em multas. 

A ação realizada em parceria com o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e Grupamento Aéreo da Polícia Militar de Arapiraca encontrou 10 pessoas ocupando o solo desmatado. Estas foram atuadas, cada uma, em R$ 7.500 por danos à vegetação mediante o uso de fogo, sem autorização de órgão competente. 

A investigação levou a um indivíduo que estava loteando a área, sem licença ambiental, e vendendo. Ao chegar na residência do envolvido, a equipe da ação também encontrou 82 caranguejos guaiamus, um cágado, uma motosserra e seis sacos de carvão, além de uma espingarda de cano curto serrado e um caderno com registro dos compradores dos lotes. Esses crimes acarretaram R$ 427.355,00 em quatro autos de infração ao responsável. 

Reincidência

Lotes residenciais irregulares já estavam sendo vendidos pelo valor de R$ 400. Foto: IMA 

O IMA e a equipe do BPA e Grupamento Aéro da PM já estiveram no local em junho, quando houve também autuações e conduções à delegacia. Para o flagrante ocorrer, técnicos da Gerência de Fauna, Flora e Unidades de Conservação (Gefuc) do IMA dedicaram vários dias para concluir o sobrevoo com drone e mensurar a área de 100 hectares de supressão de vegetação nativa, sendo que aproximadamente 60ha já haviam sido consumidos pelo uso do fogo e desmatamento à época. 

O trabalho de monitoramento da região por parte da chefia da Área de Proteção Ambiental (APA) da Marituba do Peixe permitiu constatar a reincidência do crime. É importante destacar que o desmatamento foi feito fora da Unidade de Conservação, caso contrário todos os autos teriam seus valores dobrados. 

A população pode colaborar com a fiscalização do Instituto reportando crimes ambientais no aplicativo IMA Denuncie, disponível para Android e iOS. É importante anexar fotos e a geolocalização para facilitar o trabalho dos fiscais em campo. 

383 Total Views 1 Views Today